O Estudo Técnico nº 1/2017, após aprovação da PEC do teto de gastos públicos e o processo de apreciação e votação do projeto de lei orçamentária para 2017, busca fornecer novos subsídios para responder a algumas questões essenciais acerca da aplicação do Novo Regime Fiscal quanto às políticas educacionais:

* O que o novo piso assegura para educação?

* A maior parte das despesas com educação não é afetada pela EC nº 95/2016?

* É possível o Congresso Nacional priorizar a educação com o remanejamento de recursos de outras áreas?

* Com o Novo Regime Fiscal e a limitação dos gastos públicos, existe alternativa para o desenvolvimento da educação?

Clique aqui para acessar o texto integral